Reinando com Jesus

31/08/2013 08:41

Reinando com Jesus

Mateus 19: 27 e 28

Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que receberemos? E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando na regeneração, o filho do homem se assentar no trono de sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.

Essa conversa de Jesus com os discípulos é produzida pela expectativa anterior do jovem rico que fora procurar Jesus em busca da herança da vida eterna, mas sem abrir mão das coisas desta vida. E retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades. Agora os discípulos pela boca de Pedro querem saber o que receberiam por terem deixado tudo para seguirem Jesus.

Deixar tudo para traz ao seguir Jesus pode parecer prejuízo, analise, por exemplo, este Pedro que deixa seu barco, sua esposa, e sua casa e segue Jesus. Da mesma forma João e Tiago que deixam além dos barcos, seu pai Zebedeu. Quem daria sustento à família de Pedro, ou ficariam nos lugares de Tiago e João na pescaria? Basta lembrarmos que na cruz, Jesus providencia para que João tomasse conta de Maria, sua mãe. Logo, o mesmo Jesus, também alimentará a família de Pedro, pois havia dinheiro para o mestre enviar pela mão de Pedro aos seus; sua esposa, e sogra não ficariam desassistidas, nem abandonadas por Pedro. Quem deixa tudo para seguir Jesus não leva prejuízo, Jesus paga muito bem, “cem vezes tanto nesta vida”.

Os cem vezes tanto nesta vida, inclui algo inimaginável à maior parte dos discípulos ainda hoje, que é; assentar-se em tronos e julgar as doze tribos de Israel.

“Quando, na regeneração o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis...” Vivemos no tempo da regeneração, pois, “importa que ele reine até que haja posto os inimigos por escabelo de seus pés” – I Coríntios 15: 25. Regeneração é o restabelecimento da vida em seu povo, cura e destruição de seus inimigos em todos os séculos. A regeneração durará enquanto este mesmo Jesus não desce do céu com alarido e som de trombetas e diga; o fim chegou.

Os que seguem Jesus deixando tudo para trás, se assentam em tronos e reinam com Ele, julgando as doze tribos de Israel – a igreja Dele na terra. No entanto é de bom motivo lembrar que, não se assentam dois reis no trono, Davi havia sido ungido rei, mas só reinou quando Saul morreu. Jesus está sentado no trono, porém para estarmos onde Ele está, é necessário sermos um Nele. Deixar tudo para trás é perder a vida inclusive, largando de lado até aquilo que costumamos chamar de livre arbítrio.

Julgando as doze tribos de Israel, é algo a ser feito na terra, o julgamento enseja sofrimento e penalidades, dor e choro, coisas que estão proibidas de acontecerem no céu, lá não haverá nada disso. Julgamento do Senhor ao seu povo através e por aqueles que estão no trono em Cristo Jesus.

O reino de Deus é rico, está muito além de nossas brincadeirinhas e divertimentos, criancinhas não podem reinar, meninos também não, só aquele que alcançou a estatura de varão perfeito. Os doze estavam sendo preparados para isso, estavam crescendo, sendo alimentados pelo Bom Pastor, para no tempo determinado pelo Pai, assentarem-se nos doze tronos.